Britanny Miller. 16. FC: Hayley Williams. Vaga.

  • Síndrome do Pânico.

Britanny tem a famosa síndrome do pânico. Ou seja, ela morre de medo de tudo. Odeia ficar perto das pessoas, e medo de morrer, com bactérias, e etc. Tem alguns amigos na REHAB, mas não fala com eles muito, porque seu medo enorme faz com que ela evite as pessoas. Ela tem ataques de pânico esporádicos, intensos e muitas vezes recorrentes. Tem tudo isso, pois sua irmã morreu, uma semana antes de ela fazer dezesseis anos. Todo dia ela tem aumento da frequência cardíaca e respiratória, a fim de melhor oxigenação muscular; Tem contato com seus pais, ela ama eles, e eles amam ela, por isso a internaram, para que ela se cure e volte a ser o que era antes.


Hailee Wilson. 26. FC: Amber Heard. Vaga.

  • Depressão pós-parto.

Hailee era feliz, tinha seu marido e estava grávida, nada que pudesse atrapalhar. Até o dia do parto, a criança havia nascido morta, o que acabou com Hailee. Ficou com cansaço, stress, irritabilidade, insônia, choro inexplicável, falta de libido e perda de apetite, o que preocupou seu marido. Ele ficou bravo com todos, por falarem para ele internar ela, até que acabou cedendo, e internou, naquele lugar. Ela é muito estressada, mas até entende os outros pacientes, então esta sempre conversando com os adolescentes, tentando ajudar eles. Declarou Thalia, sua melhor amiga, no local. Mas as vezes ela tem stress, muito alto, que não pode ver ninguém, porque ela é capaz de matar, Também chora muito, porque sabe que perdeu seu filho, mas, anda por ai com uma boneca falando que é seu filho.

posted 1 year ago

Sophia Warrington. 19. FC: Ashley Fink. Vaga.

  • Disturbio Alimentar.

Sophia é um tanto exagerada em comer, mesmo quando não esta com fome, sua ansiedade por comida é muito grande. Sophia se tornou assim, porque tinha anorexia até seus quatorze anos. Ela era uma típica líder de torcida, magra, que todos admiravam e queriam ser. Com dezesseis anos, começou a querer mais e mais comida, a ponto de devorar toda a comida de sua casa. Mas na verdade ela só estava assim, porque pessoas invejosas que chamavam ela de Olivia Palito, por ser extremamente magra, mas porem tinha um belo corpo. O hábito por mais comida, ficou muito mais sério do que a garota esperava e desde então ela sempre estava comendo, engordou muito, e teve de sair das lideres de torcida, e ficou sendo chamada de gorda, pela escola inteira. Por isso se internou na REHAB para ver se larga esse vicio em comida, e tenta perder uns quilos, e voltar ao normal, ser a simples Sophia.

posted 1 year ago

Jake Salvatore. 17. FC: PJ Liguori. Reservado para o anon.

  •  Esquizofrenia. (anon esse é o nome da doença eu procurei aqui)

 Jake é um menino um tanto problemático. Tem um distúrbio mental, que faz com que ele veja, pessoas  que não existem de verdade. Como por exemplo seus amigos imaginários: Pity e Pete. Fica “conversando” com eles, pela a clinica, como se todos vissem eles. Não tem muitos amigos na REHAB, por ser meio doidinho. Mas ele é só assim, porque é de uma família rica, aonde seus pais trabalhavam muito, então ele ficou assim, vendo seres imaginários por toda a casa. Seus pais ficaram com medo de que o menino se tornasse agressivo, então internaram ele. Mas tudo que Jake queria era só um pouco de atenção e carinho. Não fala com as outras pessoas pois costuma a pregar peças com seus “amigos” imaginários. Como por exemplo, já tentou se tacar da janela, para apenas assustar uma enfermeira.

posted 1 year ago

Rodolphus Heart. 17 anos. FC: Alexander Ludwig. Vago.

  • Borderline.

Rodolphus tem borderline, ou seja, oscilações de humor, agressividade, irritabilidade, depressão, auto-mutilação, comportamentos suicidas, medo de abandono, dificuldade em lidar com as emoções, mudanças de planos profissionais e nos círculos de amizades, impulsividade e baixa auto-estima. Tem surtos psicóticos, muitas vezes no dia, se sente abandonado ás vezes, por isso já tentou se matar.  É muito agressivo durante as crises, grita, já tentou até matar uma enfermeira, em uma outra clinica. Mas quando, está calmo, é muito gentil, por exemplo com Kira, uma “amiga” que ele tem no lugar, não são super amigos, ele não confiava 100% nela, porque ela é mentirosa compulsiva. Não fala com as pessoas, tem uma dificuldade de se relacionar por causa da sua doença. Sempre desde criança, fica internado em clinicas, já foi até para um hospício, de onde se mudou para a REHAB onde está ultimamente.


Matthew “Matt” Williams. 20 anos. FC: Joe Jonas. Vago.

  • Drogado.

Matthew ou Matt, sempre foi um menino, quieto sem muitos amigos. Era o filhinho perfeito até o dia que experimentou o crack, a droga pela qual é muito viciado. Foi internado a força pelos pais que o rejeitam por isso. É filho único, ou seja, os pais sempre esperaram o melhor dele. Tem uma paixão secreta por Saddie, a garota mais linda que ele já viu. Ama muito sua três amigas: Elisa Fildes, Cora Petterson e Saddie Hart. As pessoas que ele mais ama no momento. Não tem muitos amigos e é declarado, estranho e quieto, na REHAB. No começo que entrou na reabilitação ficou com medo de não conseguir ficar longe da droga, mas com a ajuda das suas amigas, está largando aos poucos o vicio. Depois que sair do lugar, quer achar ou já achou, a garota de seus sonhos, e ficar com ela para sempre. Já tentou, roubar um banco, para comprar a droga, até seus próprios pais. Tem pavor de altura, e por isso fica no primeiro andar do local.

posted 2 years ago

Cora Petterson. 18 anos. FC: Miley Cyrus. Vaga.

  • Depressão.

Cora é mais conhecida como a menina do violão. Teve depressão, quando seu pai morreu, o mesmo que a ensinou violão, por isso ela não o larga. Tem três amigos: Matthew Williams, Saddie Hart e Elisa Fildes, as pessoas que fazem ela esquecer seus problemas, e a fazer sorrir. Ela tinha uma vida perfeita, antes de tudo, um ótimo namorado, grandes amigos, mas tudo isso se foi quando ele ficou depressiva. Corta seus pulsos, chora quase todas as noites, com a perda de seu pai o melhor amigo que ela já teve. Sua mãe morreu quando ela era bebe então não sente muita falta. Gosta de escrever músicas tristes e desoladoras, em seu quarto quando está no pior, ou seja, sempre.